segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Inicio Ano Formativo 2018 -Ano Nacional do Laicato


A mudança da folhinha do calendário,embora uma mudança apenas cronológica,nos leva a repensar nosso caminho e atitudes.Um "Novo Ano"corresponde ao desejo do homem de "começar".O homem foi criado para que no mundo houvesse um começo.Esse pensamento de Santo Agostinho nos anima nesse início de Ano Formativo.Um re-começo de caminhada.


Nós Carmelitas descalços seculares ,membros da Ordem dos Carmelitas descalços seculares somos chamados a renovar o nosso compromisso da busca incessante da Face de Deus nas circunstâncias  normais da vida cotidiana ,levando amor ,flor brotada das raízes do Carmelo a todos os quais convivemos e trabalhamos.E corresponder ao desafio que é:"Buscar a presença de Deus na oração mesmo na vida apertada e ocupada no mundo.Enfim,viver o Evangelho com verdadeiro Amor.Este Amor declarado por Santa Teresinha do Menino Jesus ,co-padroeira da nossa Comunidade ;"Ó Jesus meu amor!Minha vocação!Afinal eu a encontrei ..minha vocação é o amor."


Na tarde do dia 13/01/2018 às 15hs tivemos a primeira reunião com 08 iniciantes da nossa Comunidade  que foram acolhidos com todo carinho na sala de estar do Mosteiro Santa Teresinha do Menino Jesus e da Santa Face .Essa reunião introdutória é importante para poder explicar a origem da Ordem , o que é o ramo dos carmelitas descalços seculares e o que é ser carmelita descalço secular.
A reunião teve início com a invocação do Espírito Santo com a oração "Veni Creator Spiritus".A todos que estavam presentes foram dirigidas as seguintes palavras:


"Não vês que somos viajantes !E tu me perguntas;"Que é viajar?" Eu respondo com uma palavra;É avançar!Experimentas isso em Ti.Que nunca te satisfaças com aquilo que és.Para que sejas um dia aquilo que não és!Avança sempre.Não fiques parado no Caminho."Santo Agostinho

Iniciantes Ocds 



"Convidamos a todos os presentes a uma viagem maravilhosa !Uma viagem espiritual para conhecer o mundo mistagógico de Santa Teresa de Jesus e de São João da Cruz.Pais do Carmelo Descalço.Com Teresa de Jesus aprendemos mestra da Oração nos convida a sermos "amigos fortes de Deus."São João da Cruz,"buscar o Amado sem temer mil perigos"nas noites escuras, desertos e solidão  sonora da alma humana.

Mas como ?Somos seculares!?A mensagem deles não é apenas para homens e mulheres que querem seguir a vida religiosa?Como eu leigo,pai ou mãe de família,estudante ,trabalhador posso ser de uma Ordem ?Sim posso fazer parte!O carmelita descaço secular é um vocacionado também assim como frades e monjas.Tendo o mesmo carisma e os mesmos meios de santificação.Este Ano de 2018 que a Igreja proclama o "Ano do Laicato"mais do que nunca somos chamados a "ser sal na terra e luz no mundo."

Afinal o que é preciso para ser Carmelita descalço Secular?

*membro praticante da Igreja Católica
*viver em obséquio de Jesus Cristo
*sob a proteção de Nossa Senhora

E durante todo o processo que vai da admissão até as promessas o candidato terá  formação humana,espiritual e doutrinal ao longo de 6 anos e culminará com a realização das promessas definitivas na Ordem dos Irmãos da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo.
Padre Vicente 

Terminado este momento tivemos a Celebração Eucarística  e benção com a Reliquía de Santa Teresinha ás 16hs presidida por Padre Vicente,vice-reitor do Seminário Propedeutico,consagrando ao Senhor nossa vida e vocação.As palavras do  Santo Evangelho do dia sobre vocação que coincidencia!Que cada um de nós cuide ,confirme e zele a cada dia  sua vocação esse chamado de Deus no coração do homem para servi-lo e também para concretamente dar sentido da sua existência.

Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha ,OCDS

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

II Retiro da Comunidade: São Luís e Santa Zélia - pais incomparáveis, modelos para os seculares



A Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha realizou entre os dias 06 e 08 de outubro de 2017, o seu II Retiro com o tema: São Luís e Santa Zélia - pais incomparáveis, modelos para os seculares. O retiro de silêncio ocorreu na Casa das Cordimarianas (Caucaia) e teve como pregador o Frei Gregório da Mãe de Deus, ocd. 

"Deus, primeiro servido" é um lema que expressa bem a espiritualidade de Luís e Zélia, sua maneira de viver como  casal, de ser pai e mãe... 
Uma fórmula que viveram deliberadamente, corajosamente, intensamente. Sem fechamento sem si mesmos nem compromisso com o clima do tempo. Luís e Zélia respiraram o ar do tempo como todo mundo. Mas sem fazer dele o alimento essencial da alma. 

Tomando por base a história, a espiritualidade e santidade do casal Luís e Zélia, Frei Gregório conduziu o retiro relacionando os aspectos citados às Constituições da OCDS, enfatizando os conselhos evangélicos da pobreza, obediência, castidade e as bem-aventuranças. 

O retiro teve início na sexta-feira com a Missa de Abertura. No Momento I, foi apresentada a história e outras peculiaridades do casal Luís e Zélia: as características militares em suas famílias, o encontro na Ponte de São Leonardo, o casamento à meia-noite, a abstinência que viveram durantes dez meses, a abertura para os filhos, o trabalho de Luís na relojoaria, o trabalho de Zélia com o Ponto de Alençon, o zelo por cada filha, a vivência da fé, o amor por Jesus e Maria em família, a doença de ambos... Foi um momento de aproximação com o casal que viveu sua secularidade de maneira autêntica e atrelada totalmente à Igreja. 


No sábado, a programação teve continuidade com a Santa Missa e logo após, no Momento II, o pregador prosseguiu explanando o tema "Viver o espírito das Bem Aventuranças". Mostrou a todos como o casal Martin viveu de maneira heroica esse caminho de santidade e como podemos aprender com eles. Luís e Zélia compreenderam o significado da mansidão evangélica, da pobreza de espírito, do sofrimento, da fome e sede de justiça, da misericórdia, da pureza de coração, da perseguição e da promoção da paz.  Viveram e ensinaram suas filhas a viverem esse caminho de santidade. 

Em seguida, o momento de deserto com a oração mental foi norteado pelos seguintes questionamentos: Na minha vocação de batizado, chamado à santidade no estado em que Deus me constitui, como posso dar essa resposta ao amor de Deus por mim? O que é ser uma pessoa equilibrada e que viva as bem-aventuranças na perspectiva do Evangelho e da espiritualidade carmelitana? 
  
Na tarde de sábado, no Momento III, Frei Gregório continuou a explicação sobre as bem-aventuranças ressaltando alguns aspectos como: os puros de coração reconhecem a Deus e também as coisas de Deus; que o verdadeiro testemunho é silencioso e que a nossa fidelidade à Deus gera um questionamento nos outros e, portanto, o verdadeiro testemunho é a coerência de vida; os conselhos evangélicos são ferramentas para a nossa consagração e que o martírio do coração está reservado para todos nós. Falando sobre os conselhos evangélicos, o pregador explica que os votos criam um estado de vida, enquanto que as promessas qualificam um estado de vida já existente. Ser casto é colocar somente Deus no coração. Ser pobre é possuir as coisas e não deixar ser possuído por elas. Ser pobre é saber o valor do essencial. A obediência é a capacidade de escutar: viver em estado de escuta e para isso, é necessário ter fé. 

Após o Momento III, todos retiraram-se para mais um momento de deserto: na oração mental encontrar Aquele que sabemos que nos ama. Ao final da tarde, todos os membros reuniram-se para o momento mariano com a oração do terço, algumas meditações e a consagração das famílias ao Coração de Maria. À noite, o momento de adoração foi momento oportuno para estar com Jesus e agradecer por todos os momentos de graça vividos. 

No domingo, a programação teve início com a Santa Missa na qual os membros Márcia e Paula foram admitidos ao período formativo com a imposição do Santo Escapulário. Logo após, no Momento IV, Frei Gregório centrou suas explanações na devoção que São Luís e Santa Zélia tinham por Nossa Senhora. O pregador ressaltou que o amor pela Virgem Maria é característica própria do carmelita e que este deve ser motivado a amar sempre mais Nossa Senhora, Rainha e Formosura do Carmelo. Para o Carmelita, Maria não é uma simples devoção mas um vocação. O pregador fez entender que Maria não era uma simples devoção do casal Martin, mas era um membro da família. Mesmo não possuindo muito conhecimento de Teologia e das Sagradas Escrituras, Luís e Zélia acolheram verdadeiramente Nossa Senhora em sua casa. À Maria eram confiadas todas as grandes decisões da casa. Diante das doenças dos filhos, Luís fazia peregrinações aos santuários marianos pedindo a intercessão da Mãe de Deus. 

Diante de todas as colocações e do chamado de Deus em nossas vidas, Frei Gregório explicou ainda a diferença entre metal e ideal. A meta é algo pontual; que muitas vezes desmotiva quando é alcançada. O ideal é algo que motiva por toda a vida. O ideal é um eterno recomeço. Foi com ideal que o casal Martin viveu... foi com um ideal que cada uma de suas filhas viveram na vida religiosa. É com um ideal que cada um viverá a santidade em seu estado de vida.

Estiveram presentes no Retiro: os membros -Danielle, Artur, Erasmo, Giovani, João Paulo, Luciana, Sebastiana, Mariza, Mirian, Nádia, Anamaria, Olga, Regina, Samara, Claudete, Paulo, Nilda, Osmar, Liduína, Adélia, Teresa, Márcia; os convidados - Mônica e Gerardo - , as crianças - Ester e Isabela; além do pregador - Frei Gregório, ocd.

Louvamos e agradecemos ao Nosso Bom Deus por este tempo de graça vivido em comunidade. São Luís e Santa Zélia, rogai por nós!  
















terça-feira, 6 de junho de 2017

100 anos Ciclo de Aparições de Nossa Senhora em Fátima- Mês de Maio



A Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha ,Ocds Fortaleza /Ce 
comemorou neste ano mariano os 100 anos do Ciclo de Aparições Angélicas e marianas  em Fátima.







Começamos a tarde com a Recitação do Santo Rosário e a meditação dos Mistérios Gloriosos na Capela do Mosteiro  em Fortaleza diante das relíquias dos Pastorzinhos Santa Jacinta e Francisco Marto que  foram canonizados hoje (13 de maio de 2017).


Relíquias dos pastorzinhos Santa Jacinta e São  Francisco Marto 


  .



Membros Comunidade Flor do Carmelo de ST
Capela do Mosteiro Santa Teresinha -Fortaleza/CE





Depois a Presidente Danielle Cabral iniciou a apresentação de slides com a explicação das mensagens de Nossa Senhora em Fátima. E recordou que na última aparição de Nossa Senhora ela aparece com o hábito e escapulário do Carmo.



Recordamos que os cristãos deveriam retomar com fervor  as devoções marianas tradicionais: o santo terço e o escapulário.Fizemos uma  procissão e cantamos "Ave, Ave Maria".


Coroação de Maria 

Fizemos a Consagração das Comunidades Ocds à Nossa Senhora e houve distribuição de lembrancinhas .Partilhamos o lanche e cantamos Parabéns para as mães.





Pascoela 2017 "Maria e o mistério de pentecostes"

Formador Artur ,Ocds 

Presidente Danielle ,Ocds 

A Pascoella é o momento aguardado por todos para a vivência espiritual e humana do momento maior da vida do cristão:A Ressurreição de Cristo.



Celebramos a Páscoa do Cordeiro repletos de alegria e dividimos esse momento com os irmãos carmelitas. O cristão pode afirmar e se gloriar  :Somos o povo  da nova aliança, não somos servos,Jesus nos chama de amigos.Ele nos fez conhecer a sua Salvação. 

"Quando teu Pai revelou o segredo à Maria"-Música 

Mas quando Ele sobe ao céu não nos deixa sós ele envia o Paráclito O Espirito Santo é o Espírito de Jesus .O Consolador.
O Espírito Santo desce  sobre Maria e os apóstolos. 


Nesse ano mariano contemplamos em Maria o mistério de Pentecostes. Maria, recebeu em Pentecostes pela Segunda vez o Espírito Santo. A primeira vez porem fora há muitos anos antes em seu lar em Nazaré ela formou Jesus em seu corpo virginal .Na vinda do Paráclito ela gera a Igreja de seu Filho. Em Pentecostes as graças em sua alma foi superior da dos apóstolos nesse dia extraordinário.Ela recebe o Espirito Santo em sua alma imaculada e inflamada de amor a Deus e o distribui aos apóstolos.

Preparação para a encenação 

Membros Comunidade Flor de ST

As três Comunidades e grupo Ocds

Representação: Maria Santíssima e os apóstolos em Pentecostes



A Comunidade Flor do Carmelo de ST preparou um  pequeno teatro cantamos e rezamos com a música :"Quando teu Pai revelou o segredo a Maria".


Nadia e Nilda 


Membros Ocds representação na Pascoela 2017

Que Nossa Senhora  também nos ajude!! a gerar e formar Cristo em nós!

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Encontro do dia 08/04/17


A Comunidade Flor do Carmelo reuniu-se neste sábado para mais uma tarde de formação às 14:30 na Ermida São José. Começamos a reunião com a Via Sacra meditada com trechos das obras de Santa Teresa.Após esse momento devocional tivemos as Formações Paralela e Principal,nosso recreio e encerramento com  as Orações de Vésperas e Salve Regina.



A Quarema é um momento propício de oração , penitência e esmola. Junto com a Igreja e os Santos Carmelitas somos convidados á meditar sobre o sofrimento de Cristo.

Via Sacra com Santa Teresa de Jesus



I. JESUS É CONDENADO À MORTE
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Vede-o a caminho do horto! Que aflição tão grande Lhe ia na alma, já que, sendo todo paciência chegou a confessa-la e a queixar-se dela. (CP,26,5)
Verdadeiramente, é sinal de grande humildade deixar-se condenar injustamente e não se defender, pois é imitação perfeita do Senhor que assumiu todos os nossos pecados.




II.JESUS TOMA A CRUZ NOS OMBROS
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Pegai, filhas, a cruz, para que Ele não siga tão carregado! (CP,26,7)

...contemplai-o carregando a cruz, sem que os algozes o deixam respirar á vontade. Ele porá em vós, seus olhos tão formosos e compassivos, cheios de lágrimas e olvidará suas dores para consolar as vossas. Só quer, em paga que os busqueis e vos consoleis com ele e volvais a cabeça para o consolar! (Caminho de Perfeição 26,5)

III.JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Ó Senhor meu, quando penso nos muitos tormentos que padecestes sem de nenhum modo os merecer, não sei o que diga de mim, nem onde tinha a cabeça quando não desejava sofrer, nem onde a tenho agora quando me desculpo. Dai-me vossa luz e fazei-me desejar deveras que todos me aborreçam, já que tantas vezes vos deixei a vós, que me amastes com tanta fidelidade (Caminho de Perfeição 15,5.

Tropeçando, caindo, com Vosso esposo, não vos afasteis da cruz, nem a deixeis. (CP 26,70)


 IV.JESUS ENCONTRA SUA MÃE
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
A vida é longa, há nela muitos sofrimentos, e devemos ver como o nosso modelo Jesus Cristo os suportou. A companhia do Bom Jesus é proveitosa demais para que nos afastemos dela, o mesmo acontecendo com a da sua Santíssima Mãe (VI Moradas 7,13)




V.JESUS É AJUDADO POR SIMÃO CIRINEU
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Ó, já que estais livres dos grandes sofrimentos do mundo, sabei sofrer um pouco por amor de Deus, sem que todos tenham de sabê-lo. Porque haveremos de querer tantos bens, deleites, glória, por todo e sempre ás custas do Bom Jesus? Já que não o ajudamos a levar a Cruz, como o Cirineu. (CP 11,3)



VI.SANTA VERÔNICA ENXUGA O ROSTO DE JESUS
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

...pois quando penso Nele ou em sua vida e paixão, se recorda de seu mansíssimo e formosos rosto! (VI Moradas,9,14)



VII.JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
...Cristo é um amigo muito bom, porque O vemos homem, com fraquezas e sofrimentos, e permanecemos em sua companhia e, quando nos acostumamos, encontramo-lo com facilidade junto a nós. Este Senhor se viu privado de todo consolo, restando-lhe apenas os sofrimentos. Não O deixemos só, fazendo-o sofrer mais. (Vida 22,10,14)





VIII. JESUS CONSOLA AS MULHERES PIEDOSAS
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
...não vamos ao menos chorar com as filhas de Jerusalém? Haveremos de gozar com prazeres, diversões 



IX  JESUS CAI PELA TERCEIRA VEZ
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Pelo mesmo caminho que Cristo percorreu devem passar os que o seguem. (Vida 11,5)
Se assim é Senhor que tudo isso quereis passar por mim, o que é que eu passo por vós?...

Marchemos juntos Senhor, pois onde fordes, terei de ir, por onde marchares, terei de passar... (Caminho de Perfeição,26,6)

X.JESUS É DESPOJADO DE SUAS VESTES
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Pois como, Senhor é possível, que os anjos vos deixem só e que nem mesmo vos console o Vosso Pai?( Caminho de Perfeição 26,6)
XI.JESUS É CRUCIFICADO
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Os contemplativos devem levar erguida a bandeira da humildade e sofrer todos os golpes sem dar nenhum, porque o seu ofício é padecer como Cristo, levando bem alto a cruz, não deixar sair das mãos por mais perigos em que se vejam (Caminho de Perfeição 18,5).






XII.JESUS MORRE NA CRUZ
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Ponde os olhos no Crucificado! E tudo vos parecerá pouco...se sua Majestade nos mostrou o seu amor com tão espantosas obras e sofrimentos. Como quereis contenta-lo só com palavras? Sabeis o que significa ser de fato espiritual? É fazer-se escravo de Deus, marcado com seu selo: o da cruz.(VII Moradas,4,8)





XIII.JESUS É DESCIDO DA CRUZ E ENTREGUE A SUA MÃE
V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Mas o que deviam passar a gloriosa Mãe de Deus e essa santa bendita (Santa Maria Madalena). Que ameaças, que más palavras, que encontrões, quantos desacatos? Que cortesãos encontrariam entre aquela gente? Sim, haviam cortesãos mas do inferno, ministros do demônio. Por certo, deve ter sido terrível o que elas passaram, mas, diante d uma dor maior, não sentiram a sua. (Caminho de Perfeição 26,8)



XIV.JESUS É SEPULTADO

V. Nós vos adoramos e vos bendizemos, Senhor Jesus!
R. Porque pela vossa cruz remistes o mundo.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Ó Senhor e Bem meu! Como quereis que se deseje vida tão miserável? Não é possível deixar de querer e pedir que nos tireis dela, a não ser pela esperança de perde-la por Vós ou emprega-la em Vosso Serviço, e sobretudo pela confiança de estar fazendo a Vossa Vontade. Viver sem vós não é senão morrer muitas vezes? (Moradas 1,2)


Olha para Aquele que te olha!(Santa Teresa de Jesus)

Formação Paralela com Conselheiro João Paulo sobre os Documentos da Ocds 

Via Sacra exposta com quadros das 14  Estações

Nosso altar com nossas  padroeiras- Nossa Senhora do Carmo, Santa Teresinha e Santa Teresa de Jesus  

Formador Artur -Formação Principal Livro da Vida

Santa Teresa de Jesus Mãe dos Carmelitas descalços

Lucas, nosso representante do Carmelo Jovem na Famec 

Membros :Nilda e a inicinate Márcia

Casal Nádia e Erasmo 

Oração das Vésperas com a Salve Regina

A tua palavra Senhor é luz para o meu Caminho!